28 dezembro, 2016

A esquina das Belas-Artes



Há coisa de um ano escrevi neste no blog dos USkp: "Esta é a que eu chamo "a esquina mais desenhável do mundo". Tem tudo, movimento, ícones de Lisboa, vista fantástica e um largo meio bucólico no meio da confusão da cidade. Cores, texturas, sons... Um dos sítios que se devia desenhar todas as semanas e mesmo assim, os resultados seriam sempre diferentes. Fica aqui um momento de sorte, em que nos 8 minutos que demorei nas linhas passaram por mim, dois eléctricos... No meu desenho ficaram no mesmo intervalo de tempo ;)" 

 Eis que no momento em que comparo este post com o anterior que fiz deste mesmo local (aqui), tudo o que tinha escrito na altura faz sentido. Podia estar aqui dias a fio e os desenhos dificilmente seriam cópias uns dos outros. Desta vez, com a companhia do Pedro Loureiro e do Tomás Reis e com materiais totalmente diferentes dos de outrora bem como um pouco mais de tempo, saiu uma aguarela e não tanto um esquisso. São experiências, todas elas válidas e se o local para o efeito for deste calibre, melhor ainda ;)

A year or so ago I wrote in USkp blog: "This is what I call The most sketcheable corner in the world. Has it all: Movement, colours, textures, sounds, Lisbon Icons, stunning views and the most bucolic square right in the city centre where all the fuzz is... If I sketch this place every week, the results would be different everytime... 

In the moment I compare both sketches (older post here), all that wrote at the time make sense. This time alongside Pedro Loureiro and Tomás Reis, with new materials and supplies as well as more time, the sketch came out as a proper watercolour and not so raw lines and fast colour like I'm used to do. They're both experiences, both valid and if the location for it has this kind of beauty, all the better! ;) 

Calçada de São Francisco, Lisboa, Portugal 

2 comentários:

  1. Entre os dois desenhos tens um caminho invejável e inspirador! Não pares.

    ResponderEliminar
  2. Entre os dois desenhos tens um caminho invejável e inspirador! Não pares.

    ResponderEliminar