13 fevereiro, 2017

RubberDown at Vox


Tempo de voltar ao espaço do meu grande amigo Hélder Sanches, o Vox Café na Graça em Lisboa, para  ver a banda de um grandíssimo amigo tocar. O André (à direita) é meu amigo de há décadas e foi um dos grandes responsáveis pela minha cultura musical actual. Através dele tomei conhecimento de novas bandas e novos sons bem como o gosto pela guitarra, que comecei a tocar em grande parte por vê-lo tocar. Certo dia, já desertos de tocar nas esplanadas da Graça por puro lazer, formámos uma banda com o outro grande amigo nosso para tocar ao vivo em bares por essa Lisboa fora. Foram anos que jamais esquecerei e que fizeram de mim o que sou hoje, uma pessoa de espírito aberto e social que não vive um dia sem ouvir música, que por sua vez me inspira para desenhar. Ver os meus amigos continuar esta "luta" que é a música é para mim um prazer enorme porque para além de me transportar no tempo para aqueles anos gloriosos, tenho o máximo respeito pelas pessoas que fazem aquilo que mais gostam apenas e só pelo prazer que lhes dá.

Time to return to Helder's bar Vox Cafe in Graça, Lisbon to see my best friend's band playing live. André (on the right) is a long time friend and one of the responsible  for my musical taste nowadays. Trough him I got to know about new sounds and bands never heard before as well as my love for the guitar, developed by seeing him play. One day, after months playing for ourselves in Graça's outdoor cafes, we formed a band with another great friend of ours, to play in bars throughout Lisbon. Those were the years I'll never forget, that forged my personality and taste in music to the fact that I cant live without, at least 2 hours of music a day. It's a pleasure  to watch my friends  going on in this struggle that is playing music in Portugal mainly to recall those years but because I like to see people doing what they love most. 

Sem comentários:

Enviar um comentário